Melquisedeque é aluno do Baden Powell, no Moisés Reis

O estudante Melquisedeque Santos da Silva, 21, que cursa a modalidade Educação de Jovens e Adultos (EJA), Eixo VII, no Colégio Estadual Baden Powell, no bairro Moisés Reis, em Eunápolis, acaba de realizar o sonho de escrever o seu primeiro livro. A obra, intitulada “Através das palavras”, reúne diversas poesias de autoria do jovem amante da escrita e que foi elaborada com o auxílio das professoras de Artes e Química da unidade escolar. O livro, em formato de e-book, será lançado assim que as aulas presenciais forem retomadas.

[ads id="ads1"]

Melquisedeque não esconde a satisfação em publicar o seu livro. “Escrever e lançar o meu próprio e-book é a concretização de um sonho. Não vejo a hora de todos terem a oportunidade de desfrutar das minhas poesias. Sou muito grato ao colégio, pois ele faz parte da minha vida e história”, ressaltou. 

O jovem, que escreve poesia desde os nove anos de idade, possui um canal no YouTube (Curiosidades Da Terra), no qual destaca conteúdos relacionados aos mais de 190 países existentes no mundo. Além disso, divulga as suas produções textuais na sua página do Instagram (Artes: Poesia e Literatura). A dedicação e o foco nos estudos fizeram com que ele atingisse 840 pontos na redação do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), em 2019. 

Segundo Melquisedeque, a poesia é algo muito importante para ele. “Foi através da poesia que percebi o quanto eu poderia ir além, transformar a minha vida, pois, em cada verso, cada palavra ou estrofe, ela é capaz de tocar profundamente o coração de alguém. Foi através da poesia que fiz muitos amigos e que elevei a minha sabedoria”, afirmou. Apesar de sempre amar a poesia, o estudante confessa que antes não gostava muito de ler. “Fui presenteado com uma obra da autora Macária Andrade, em 2014. Mas somente em 2016 que a devorei por completo e, após ter lido este meu primeiro livro, não parei mais de ler, tanto que em janeiro deste ano eu li 12 livros em apenas 26 dias”, disse. 

[ads id="ads2"]

A professora de Artes, Sirlede Santos, falou de como surgiu a ideia do livro. “Melquisedeque se destaca pelo seu dinamismo e questionamentos acerca dos conteúdos trabalhados. Neste período da quarentena, propus aos estudantes que desenvolvessem alguma atividade artística e ele colocou em prática e desenvolveu o seu espirito poético, aflorando ainda mais o seu talento. Diante de tanta riqueza, sugeri a ele que fizéssemos um e-book”, explicou. Já a professora de Química, Tainá Machado, ajudou na produção do e-book. “Foi muito gratificante auxiliá-lo, pois é um estudante excepcional e que produz com muito amor. Poder vê-lo realizando esse sonho nos dá a sensação de que nossa missão, enquanto educadores, está sendo cumprida com sucesso”, disse.