Paula Damasceno, voz forte. Shows: (73) 99151-4266

O setor de eventos foi um dos mais prejudicados pela pandemia do novo coronavírus. Mas, com a reabertura gradual de casas de shows e bares, os artistas estão retornando aos palcos e revivendo a emoção de reencontrar o público. A categoria estava parada há cerca de seis meses.

[ads id="ads1"]

Em Eunápolis, a cantora Paula Damasceno voltou a se apresentar em eventos no fim do mês de setembro, após um semestre longe dos palcos. "Retornei com muita emoção. Cantei emocionada, afinal, a saudade de estar perto do público nas apresentações estava apertando o coração. Agradeço a Deus por estarmos voltando, mesmo que aos poucos. E vamos confiar que em breve poderemos voltar ao normal", declara.

Cantora transmite luz e leveza: @pauladamascenocantora

Durante o período de quarentena, a maioria dos artistas recorreu à internet para mostrar seus trabalhos e proporcionar entretenimento para quem assistia. As famosas "lives" ganharam adesão e repercussão do público. "Fiz três lives no meu canal no Youtube. Respeitamos o isolamento, evitando até mesmo ensaios, reuniões com a equipe musical", ressaltou Paula Damasceno.

Outra cantora da cidade que também aderiu às lives para poder manter a aproximação com o público, mesmo que virtualmente, foi Renata de Paula, que ficou sete meses sem pisar nos palcos. "Minha última apresentação presencial foi em fevereiro. A partir daí, veio a pandemia e eu participei de duas lives. Tentei fazer uma sozinha, mas o preço era alto e eu não tinha condições de pagar", explicou a cantora.

Renata de Paula: contato pra shows: (73) 98166-3147

E a dificuldade econômica foi uma das realidades que a categoria precisou enfrentar. Com a ausência de shows e, consequentemente, sem cachês, os músicos passaram por momentos difíceis ao longo dos últimos meses.

"Eu sempre fui reservada e com o dinheiro da música pagava todas as minhas contas e o que sobrava, eu guardava. E foi com esse dinheiro que eu consegui ir me virando no início da pandemia, pois tinha contas para pagar, como aluguel. Quando o dinheiro acabou, fiquei desesperada, mas aí fiz o cadastro do auxílio emergencial e consegui a aprovação. Usei esse dinheiro para os gastos principais, e comecei a me virar com o restante. Fiz sabão para vender, fiz duas rifas", relembrou a cantora Renata de Paula.

Mas nem só de dificuldade foi a quarentena de Renata. Ela se inscreveu para um concurso de cover da música "Não Valeu", do artista Wesley Safadão, e ficou em quarto lugar na disputa, que teve inscritos de todo o Brasil.

[ads id="ads2"]

“Já estou sendo chamada para vários eventos", declarou a cantora, que já está gravando um CD para sua nova fase musical.

Paula Damasceno e Renata de Paula se apresentam neste fim de semana no Empório 755, no bairro Gusmão, em Eunápolis. Paulinha toca sexta-feira (30/10), às 19h. No sábado (31/10), é a vez de Renata de Paula subir ao palco, no mesmo horário.

Seja na área de eventos, ou em outros diversos setores, a pandemia gerou inúmeros obstáculos para os mais variados tipos de profissionais, que precisaram se reinventar e buscar estratégias para superar as dificuldades e se manter no mercado de trabalho.