Pazuello diz que vacina de Oxford é a melhor opção até agora

Em resposta a uma youtuber mirim, de 10 anos, o ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, disse que o governo pretende começar a vacinação contra a Covid-19 no início de 2021 .

“A gente está fazendo os contratos com quem está fazendo a vacina, e a previsão é que essa vacina chegue para nós a partir de janeiro”, declarou.

[ads id="ads1"]

Segundo O Globo, o Ministério da Saúde já anunciou a produção de 30,4 milhões de doses do imunizante desenvolvido pela Universidade de Oxford. A distribuição, segundo a pasta, só ocorrerá após a comprovação da eficácia da vacina.

O presidente Jair Bolsonaro, por sua vez, voltou a defender que a vacinação não pode ser obrigatória. “Você não pode amarrar o cara e dar a vacina nele”, afirmou, durante reunião com médicos defensores do uso da hidroxicloroquina no tratamento da Covid-19.

[ads id="ads2"]

Já a Rússia anunciou a liberação de sua vacina, a Sputnik V, para a população. Segundo o governo, o primeiro lote de doses será entregue num futuro próximo, junto da divulgação dos resultados da fase 3 dos testes. Enquanto isso, empresas farmacêuticas que desenvolvem potenciais imunizantes divulgaram nota conjunta em que se comprometem a não pular etapas e só liberar suas vacinas quando elas se mostrarem seguras e eficazes.