Governador de São Paulo, João Doria 

O governo de São Paulo assinou contrato de R$ 90 milhões com a farmacêutica chinesa Sinovac para garantir a produção de 60 milhões de doses da CoronaVac, a vacina contra a Covid-19, que ainda está em fase de testes. 

[ads id="ads1"]

O governador João Doria afirmou intenção de começar a vacinar profissionais de saúde em 15 de dezembro. A campanha depende da aprovação do imunizante pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A CoronaVac está na fase 3 dos testes clínicos, e, até o momento, estudos não identificara efeitos adversos provocados pela substância. 

[ads id="ads2"]

Segundo o Instituto Butantan, sete mil dos 13 mil voluntários brasileiros já receberam doses da vacina. A aplicação do imunizante na pesquisa deve ocorrer até 15 de outubro.