Aldeias indígenas dos municípios do sul e extremo Sul do Estado, como Santa Cruz Cabrália e Porto Seguro, estão fechadas para evitar o avanço da Covid-19.

Na maioria das localidades, o acesso de visitantes está vetado e indígenas só podem entrar nas aldeias de máscaras.

Em Coroa Vermelha, considerada a maior aldeia urbana do país, em Santa Cruz Cabrália, 58 índios já tiveram Covid-19, sendo que 31 estão curados.


O Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) atesta que 90% dos indígenas com Covid-19 na Bahia moram no sul e extremo sul do Estado, regiões que concentram também as maiores populações de índios em território baiano.

Na Bahia, um total de 119 indígenas testaram positivo para o novo Coronavírus e dois morreram pela doença.


A coordenadora do DSEI na Bahia, Luzia Pataxó, informou que ao sentir os sintomas da doença, o indígena é atendido nos postos de Saúde dos municípios e se seu quadro de saúde se agravar, o paciente é encaminhado para regulação do Estado. (Com informações da TV Santa Cruz).