Durante entrevista por telefone à reportagem do RADAR 64, na tarde desta terça-feira (14), a prefeita de Porto Seguro, Cláudia Oliveira (PSD), ponderou que ainda é muito cedo para pensar na suspensão do Carnaval de 2021.

Para a prefeita, não há como tomar qualquer decisão sobre o assunto. No entanto, ela torce pela possibilidade de promover o Réveillon, que é a época do ano que mais atrai turistas para o município.

“Estamos acompanhando a evolução de todas as pesquisas científicas mundo afora, no esforço para a criação de uma vacina contra o coronavírus. Acreditamos num sucesso muito breve de combate definitivo a esta doença. Confio fortemente que poderemos realizar o nosso Réveillon. Não perco a esperança de superarmos logo essa pandemia. O turismo é a nossa mola econômica propulsora e não podemos desacreditar que retomaremos o quanto antes com a força que nos é peculiar”, disse a prefeita.

Cláudia Oliveira afirmou ainda que a decisão sobre a realização ou não do Carnaval será do próximo prefeito, já que seu mandato se encerra em 31 de dezembro. “Será uma demanda que poderá ficar a cargo do próximo gestor. Portanto, não tomaremos nenhuma decisão antecipada sem a prudência de avaliar o quadro epidemiológico no dia a dia”, informou.

A prefeita destacou que todas as medidas estão sendo tomadas para minimizar os prejuízos econômicos gerados pela pandemia.

“A nossa gestão tem tomado todas as medidas para que os atrativos e os eventos retomem em breve e com toda a segurança em saúde. Formamos um grupo gestor especificamente de atuação no segmento do turismo, referendado pelo Conselho Municipal, objetivando o permanente diálogo com os diversos setores que são beneficiados pela indústria de evento, a exemplo de lazer, negócios, religiosos, sociais, todos eles fundamentados em protocolos que garantam a segurança em saúde”, finalizou.

RETOMADA DO TURISMO É ADIADA 
Nesta terça-feira (14), a prefeita assinou um novo decreto municipal que adia para 1° de agosto a retomada das atividades de turismo, que aconteceria na quarta-feira (15). A decisão de mudar a data foi tomada após o município registrar crescimento no número de infectados pelo novo coronavírus, nos últimos 10 dias.

Ainda de acordo com o novo decreto, o bairro Cambolo entrou em regime de lockdown, por causa do alto índice e crescimento da contaminação do coronavírus. A medida começa a valer na quinta-feira (16) e vai até segunda-feira (20). O comércio em toda a cidade segue com funcionamento restrito, para conter o avanço da doença.