Um haras e um estabelecimento de produção de cerâmica estavam funcionando com rede de energia clandestina, em uma fazenda na região da BR-367, no trecho de zona rural de Porto Seguro. O caso aconteceu na terça-feira (21).

Segundo o G1, equipes da Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia (Coelba) retiraram 270 metros de fiação, dois postes e um transformador, instalados de forma irregular no local para desviar a energia.

Segundo a polícia, o furto da eletricidade estava ocorrendo há pelo menos sete meses, até ser descoberta pela equipe da Coelba. A empresa detalhou que a energia recuperada é suficiente para abastecer mais de mil residências durante um mês.

Ninguém foi preso na ação, porque os proprietários do local não foram encontrados. A polícia informou que eles serão intimados a depor na delegacia de Porto Seguro.

O furto de energia é crime e pode render penas de até oito anos.