O presidente Jair Bolsonaro disse, em live na noite desta quinta-feira (2/7), que atenderá pedido de médica de Porto Seguro e enviará 40 mil doses de cloroquina para a cidade.

A médica Raissa Soares ganhou notoriedade nas redes sociais após defender uso da cloroquina para tratamento da covid-19. O uso do medicamento não tem eficácia comprovada. 

Na terça-feira (30/6), a médica publicou um vídeo no Facebook em que pede ao presidente Bolsonaro para enviar o medicamento para Porto Seguro. 

"Eu nunca recebi tantos vídeos no meu telefone. Raíssa Soares fazendo um apelo para mim para que chagasse a hidroquicloroquina  na sua cidade. Sabemos por testemunho que o tratamento na fase inicial tem tido sucesso. Hoje já partiu de São Paulo um avião para Salvador e está previsto chegar amanhã 40 mil doses de hidrocloroquina", afirmou Bolsonaro. 

A médica, porém, anunciou nesta quinta que não trabalha mais no Hospital Regional Deputado Luís Eduardo Magalhães (HRDLEM). O motivo da saída teria sido que ela não está conseguindo fazer os plantões na instituição por outros compromissos profissionais.