Depois de longos 16 anos de espera, enfim a água tratada chegou ao bairro Santa Edwiges, em Eunápolis. Ao lado de moradores, o vereador Jorge Maécio (PP) comemorou a conquista, já que há anos ele encampou a luta em favor dos moradores que dependiam do abastecimento por meio de poços artesianos ou caminhões pipa.

Com ocupação estimada em 3.720 pessoas, o empreendimento, localizado na Avenida Antônio Carlos Magalhães, em frente ao terminal rodoviário da cidade, foi iniciado em 2004 e hoje conta com 400 lotes muito bem localizados. No entanto, seus moradores ainda penam com a falta do chamado ‘precioso líquido’.

LINHA DE DISTRIBUIÇÃO 

Buscando solucionar o problema, Jorge Maécio impetrou uma Ação Civil Público junto ao Ministério Público e ingressou com outras ações junto a Embasa. Uma delas, a construção de uma linha de distribuição existente na Rua Roma, próximo à estação elevatória de água tratada da Embasa no Dinah Borges, distante cerca de três quilômetros do Santa Edwiges.


Segundo Jorge Maécio, que está acompanhando os trabalhos, trata-se de uma grande conquista para a comunidade, que estava à espera desse serviço há muitos anos. “A água vai levar qualidade de vida para as pessoas e, ao mesmo tempo, valorizar o bairro e aumentar o seu desenvolvimento que estava empacado, devido à falta de água”, frisa o vereador.

NEGOCIAÇÃO 

Além de atender aos moradores do bairro Santa Edwiges, a linha de distribuição também vai beneficiar famílias e empreendimentos nos loteamentos Encanto das Águas I e II e Niterói (ainda em fase de projeto). 


A Partir de agora, a Embasa fará o contrato com cada morador e iniciará a implantação das ligações individuais nos imóveis. Os clientes devem providenciar a documentação do imóvel (escritura ou contrato de locação), documentos pessoais do proprietário e/ou do morador. As equipes da empresa farão as visitas no local para cadastrar as novas ligações.