Foto: Mateus Pereira/GOVBA

O Hospital de Campanha do município de Teixeira de Freitas foi inaugurado neste sábado (13). A unidade, localizada no Extremo Sul do estado, conta com 20 leitos de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) e ocupa uma área de 450 metros quadrados ao lado do Hospital Municipal de Teixeira de Freitas.

O projeto foi viabilizado graças a uma parceria entre as empresas Suzano e Veracel Celulose e o governo da Bahia. A iniciativa privada investiu mais de R$ 1,3 milhão na construção e montagem da estrutura e o governo estadual ficará responsável pela manutenção da unidade de saúde.

Foto: Mateus Pereira/GOVBA

“A Suzano entende que é preciso unir forças para salvar vidas neste momento, e a construção do Hospital de Campanha de Teixeira de Freitas é resultado desse esforço conjunto. Essa obra, diretamente ligada ao direcionador da companhia de que só é bom para nós se for bom para o mundo, amplia de forma relevante a capacidade de atendimento de pessoas hospitalizadas por conta do novo coronavírus no Extremo Sul da Bahia”, afirma Pablo Machado, diretor executivo de Relações e Gestão Legal da Suzano.

O hospital municipal de Teixeira de Freitas possuía apenas sete leitos de UTI, adequados para o tratamento contra a COVID-19.

Foto: Mateus Pereira/GOVBA

“Temos a certeza de que o combate ao coronavírus só é efetivo quando nos unimos. É por isso que a Veracel tem atuado em conjunto com a Suzano e outras empresas, autoridades, universidades, movimentos populares e organizações sociais para implementar medidas de combate à pandemia na região. A construção do Hospital de Campanha de Teixeira de Freitas é uma dessas iniciativas e permitirá o suporte a pacientes de toda a região. Mas sabemos que, para além disso, precisamos continuar empenhados em todas as outras frentes que temos implementado para assegurar a segurança e o bem-estar dos nossos colaboradores e das comunidades em que estamos presentes”, diz Andreas Birmoser, diretor presidente da Veracel Celulose.

O hospital foi construído a partir do uso de contêineres climatizados e faz parte de um conjunto de ações adotadas pela Suzano e pela Veracel para auxiliar no combate à propagação do novo coronavírus e ao tratamento de pessoas diagnosticadas com o vírus.

Foto: Mateus Pereira/GOVBA

A Suzano destinou aproximadamente R$ 50 milhões a iniciativas como a compra e doação de 159 respiradores e um milhão de máscaras hospitalares, além do repasse de álcool gel 70, papel higiênico, fraldas e guardanapos a hospitais públicos e governos nas esferas federal, estadual e municipal. O conjunto de medidas adotadas pela Suzano para auxiliar o Brasil a enfrentar a pandemia pode ser acompanhado no site www.suzanocontraocoronavirus.com.br.

Foto: Mateus Pereira/GOVBA

A Veracel, por sua vez, doou mais de 200 mil EPIs (equipamentos de proteção individual), incluindo máscaras e luvas, mais de 3.500 cestas básicas e 49 mil litros de água tratada com hipoclorito de sódio. Além de iniciativas de apoio à geração de renda nas comunidades locais como o incentivo à produção de máscaras caseiras confeccionadas por costureiras da região. Já foram produzidas 30 mil unidades destinadas aos colaboradores da empresa, e o trabalho continua, com a fabricação de 8 mil máscaras a cada mês.

Sobre a Suzano

A Suzano, empresa resultante da fusão entre a Suzano Papel e Celulose e a Fibria, tem o compromisso de ser referência global no uso sustentável de recursos naturais. Líder mundial na fabricação de celulose de eucalipto e uma das maiores fabricantes de papéis da América Latina, a companhia exporta para mais de 80 países e, a partir de seus produtos, está presente na vida de mais de 2 bilhões de pessoas. Com operações de dez fábricas, além da joint operation Veracel, possui capacidade instalada de 10,9 milhões de toneladas de celulose de mercado e 1,4 milhão de toneladas de papéis por ano. A Suzano tem mais de 35 mil colaboradores diretos e indiretos e investe há mais de 90 anos em soluções inovadoras a partir do plantio de árvores, as quais permitam a substituição de matérias-primas de origem fóssil por fontes de origem renovável. A companhia possui os mais elevados níveis de Governança Corporativa da B3, no Brasil, e da New York Stock Exchange (NYSE), nos Estados Unidos, mercados onde suas ações são negociadas.

Sobre a Veracel Celulose

Fundada em 1991, com início da produção de celulose em 2005, a Veracel Celulose é fruto da parceria entre duas empresas grandes no setor de celulose e papel em âmbito internacional: a brasileira Suzano e a sueco-finlandesa Stora Enso, que compartilham o controle acionário da companhia, detendo, cada uma, 50% das ações. Localizada em Eunápolis, no Sul da Bahia, a companhia integra operações florestais, industriais e de logística em 11 municípios da região. Com uma produção anual média de 1,1 milhão de toneladas, a empresa gera 2.904 empregos próprios e de terceiros.

A Veracel Celulose tem compromisso com as pessoas – colaboradores, parceiros e comunidades. A empresa busca sempre contribuir com a qualidade de vida regional, a partir do apoio e do desenvolvimento de ações culturais, sociais econômicas que beneficiam a região. Além disso, a preocupação com a conservação ambiental faz parte da agenda de sustentabilidade da companhia.