Boletim diário da Secretaria Municipal de Saúde, divulgado na noite desta terça-feira (02), mostra que Eunápolis não está conseguindo conter o avanço do coronavírus, mesmo com as medidas de isolamento social, como fechamento do comércio e restrição a circulação de pessoas e veículos entre 20h e 05h.

Na segunda-feira (1º), o governador da Bahia, Rui Costa, já havia alertado para o aumento de casos confirmados de Covid-19 na cidade. "Eunápolis está com crescimento médio diário 12%. O estado é 4,06%", disse o governador.

A curva em Eunápolis chegou a mostrar sinais de achatamento, mas a disparada nas notificações dos últimos dias indica um retrocesso.


Para os especialistas, muitas pessoas estão descumprindo medidas de distanciamento social e não estão evitando aglomerações. Nos últimos dias, é perceptível o aumento de carros e de pessoas nas ruas.

A preocupação das autoridades é quanto ao sistema de saúde. Não há UTIs e respiradores para atender um grande número de pessoas contaminadas.


CASOS  - Nesta terça-feira (02), a prefeitura de Eunápolis confirmou que o número de registros de Covid-19 subiu para 178, com o acréscimo de mais 20 diagnósticos positivos nas últimas 24 horas. 74 pessoas que contraíram a doença já se recuperaram, 87 estão em isolamento domiciliar e 15 estão internadas. A situação de cinco pacientes é grave. Houve duas mortes.

MEDIDAS MAIS RÍGIDAS - Desta quarta-feira (3), data em que sai publicado o decreto com a medida no Diário Oficial, até a próxima terça-feira (9), os 19 municípios do extremo-sul da Bahia terão medidas restritivas mais duras com o intuito de conter o avanço do novo coronavírus na região. 

O anúncio foi feito pelo governador Rui Costa, durante uma live nas redes sociais, no início da tarde desta terça-feira (2). O documento determina que apenas serviços essenciais poderão funcionar, além da proibição da circulação de pessoas entre 18h e 5h.