A prefeitura de Porto Seguro, Cláudia Oliveira (PSD), informou na manhã desta quinta-feira (04) que flexibilizou algumas medidas que estavam previstas no decreto estadual que determina o toque de recolher em 19 municípios do Extremo Sul da Bahia, como forma de tentar conter o avanço do novo coronavírus.

A principal delas diz respeito a atividades comerciais relacionadas à entrega de alimentos, os serviços de delivery.

A prefeita disse que os serviços de entrega de alimentos serão permitidos, como forma de manter a economia da cidade em movimento, não prejudicando os estabelecimentos comerciais e a geração de emprego e renda.

No fim da tarde de quarta-feira (03), centenas de comerciantes e entregadores foram às ruas da cidade protestar contra a proibição do delivery.

Entretanto, está mantida a proibição da circulação de pessoas nas ruas nos horários das 18h às 5h até o próximo dia 9 e as demais disposições previstas no decreto municipal 10.843/20. 

"Aqueles que estiverem nas ruas, cumprindo atividades de trabalho permitidas, devem usar máscara e seguir todas as recomendações de higiene", disse a prefeita.

Em Eunápolis, o prefeito Robério Oliveira também flexibilizou o decreto do governado do estado, permitindo o serviço de entrega de alimentos na cidade.