Todos os dias, pacientes internados com sintomas graves do novo coronavírus recebem alta do Instituto Couto Maia (Icom), uma das unidades de tratamento exclusivo da Covid-19, disponibilizadas pelo Governo do Estado, em Salvador. Um dos cerca de 900 pacientes curados da doença em toda a Bahia, o autônomo Rodrigo Barbosa, 36 anos, deixou o local na manhã desta quarta-feira (6), após 22 dias de internamento.

Morador de Itapebi, no extremo-sul da Bahia, Rodrigo contou que o quadro dele se agravou muito rapidamente. "Estava em Itapebi sem sentir nada, mas minha sogra notou algo diferente e insistiu que eu fosse até um hospital. Assim que cheguei a Porto Seguro, precisei ser transferido já desacordado para o Couto Maia, onde me vi entubado na UTI. Não foi fácil, mas o tratamento espetacular que todos dispensaram a mim foi um fator determinante para a minha recuperação. Todos, inclusive o pessoal da limpeza, foram muito importantes", reforçou o agora ex-paciente.


Rodrigo, que sobrevive da venda de livros, acredita que estar curado da Covid-19 é o mesmo que ter uma segunda chance na vida. "Recebi minha segunda oportunidade de estar vivo e saio muito mais forte dessa experiência. Para a minha família, a data de hoje, desta alta, é meu segundo aniversário. Só tenho a agradecer a Deus, ao Instituto Couto Maia e a todos de Itapebi que oraram por mim", celebrou emocionado.

Coronavírus na Bahia

De acordo com o último boletim emitido pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), a Bahia já registra 4.040 casos confirmados do novo coronavírus, sendo que 3.032 pessoas permanecem monitoradas pela vigilância epidemiológica e com sintomas da Covid-19, que são considerados como casos ativos da doença. Até o momento, são 146 óbitos, em todo o território estadual.

Outras informações podem ser obtidas por meio do site www.saude.ba.gov.br/coronavirus.