A polícia ambiental (Cippa) flagrou uma marcenaria beneficiando madeira nativa sem comprovação de origem em Trancoso, município de Porto Seguro.

Segundo os policiais, o dono da marcenaria estava o local no momento da fiscalização, que ocorreu no fim da manhã do último domingo (03), mas ele não apresentou nenhuma documentação que comprovasse a regularidade e legalidade da atividade junto aos órgãos licenciadores e autorizadores.


O comerciante também não mostrou, de acordo com a Cippa, a comprovação de origem da madeira estocada. Foi lavrado um Termo Circunstanciado. Ele deve ser multado e responder a processo por crime ambiental. O estabelecimento foi lacrado, até a regularização.

DENÚNCIAS

A Cippa informa que mantém um telefone / WhatsApp, por meio do qual a comunidade pode denunciar crimes contra a natureza: (73) 99807-1353