O novo coronavírus pode ter chegado à Europa muito antes do que se sabia. A França descobriu que um homem de 42 anos estava infectado no país em 27 de dezembro, quase um mês antes da primeira confirmação oficial da Covid-19. O país soma hoje mais de 169 mil contágios e 25 mil mortes.

A descoberta pode ajudar a rastrear a origem do surto do Sars-CoV-2, o nome oficial do coronavírus. A China fez o primeiro relato à Organização Mundial da Saúde em 31 de dezembro.

Por que isso importa: há três desdobramentos possíveis, afirma Ana Lucia Azevedo. A pandemia se espalha mais depressa do que as atuais projeções, o coronavírus se espalhou antes da data oficialmente informada pela China, ou o teste francês é um falso positivo.