Com o setor turístico severamente impactado pelo Covid-19, o projeto Alimente Trancoso foi criada para suprir as necessidades de famílias que se encontraram em situação vulnerável. A iniciativa distribui cestas básicas com auxílio de generosos doadores e empresários locais, da ONG Associação Despertar, dos alunos do grupo MAMA Trancoso, do Observatório Social e outros.

2.500 cestas básicas estão em processo de distribuição para as comunidades vizinhas de Sapirara e Coqueiro Alto e para cinco bairros de Trancoso: Trancoso Centro, Trancosinho, Condomínio 2000, Xandó e Maria Viúva. Cada uma das cestas arrecadadas foi planejada para sustentar uma família de quatro pessoas por um mês.


“Há muitos protagonistas nessa iniciativa, de empresas a indivíduos, todos trabalhando juntos por um único objetivo. Admiro especialmente os Anjos da Rua, um grupo de 16 voluntários que se dedicam a ir de casa em casa para fazer as entrevistas, os cadastramentos e a entrega das cestas básicas às pessoas necessitadas. São heróis”, afirma a diretora do projeto, Laura Ramallo.

Médico e nutrólogo, Dr. Jullian Hamamoto é residente de Trancoso e um dos doadores. “Nutrição é sempre fundamental para a saúde de uma comunidade, especialmente durante uma pandemia. É importante que façamos nosso melhor para que as pessoas possam se alimentar bem e manter uma boa imunidade. Queremos evitar que cheguem aos hospitais pacientes sofrendo com o Covid-19 e desnutrição ao mesmo tempo, seriam casos muito mais desafiadores”, afirma.


A Alimente Trancoso superou sua meta inicial em tempo recorde. O objetivo é continuar distribuindo pelo menos 1.500 cestas básicas por mês durante uma crise, e começar a fornecer também desinfetante para as mãos e máscaras, além de material educacional sobre práticas de higiene e distanciamento social que podem retardar a propagação de vírus.

Os esforços de arrecadação inicialmente se concentraram em doações em dinheiro, mas logo foram expandidos para leilões de fotos, obras de arte e objetos de decoração e design doados pela comunidade criativa local, entre eles Hugo França, Wilbert Das, Tuca Reinés, Laila Assef,  Fernando Lombardi, Fernando 'Jacaré' Droghetti, André Lattari, Joana Vieira, Amanda Seiler, e Marcos Cirri.

O manifesto da Alimente Trancoso tem metas que vão além de simplesmente alimentar e educar famílias, pretende também unir a todos nos esforços de tornar Trancoso um exemplo global de comunidade sustentável.

“Trancoso sempre teve um coração enorme, e percebo isso ainda mais forte em tempos de crise. Seria fácil sentirmos medo e ficarmos paralisados, mas em vez disso estamos nos movimentando, nos organizando e doando. Tudo isso tem trazido muita esperança para mim e minha equipe”, diz a fundadora da Associação Despertar, Kelly Paduin.


Para doar para a Alimente Trancoso, entre em contato pelo info@alimentetrancoso.org
Acompanhe os trabalhos da AT no instagram pela tag #alimentetrancoso