Ministro da Saúde, ministro Nelson Teich / Foto: Agência Brasil

O ministro Nelson Teich (Saúde) já admite que haverá situações para recomendar o lockdown no país. A medida de confinamento total obrigatório já começou a ser adotada em cidades brasileiras. O país chegou na quarta-feira (06) a 125.218 casos confirmados e 8.536 mortes por Covid-19.

Teich completa nesta quinta-feira (07) 20 dias à frente do Ministério da Saúde. Gestores do setor têm relatado incômodo com a atuação do ministro, por falta de respostas claras sobre temas ligados ao coronavírus.

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) recomendou o lockdown ao Estado do Rio, e o Comitê Científico do Consórcio do Nordeste defendeu a estratégia para estados da região.

O prefeito do Rio, Marcelo Crivella, anunciou lockdown parcial em Campo Grande, na Zona Oeste da cidade, a partir desta quinta. A Justiça do Amazonas negou pedido para decretar a medida no estado.

Três em cada 10 moradores das regiões metropolitanas do Rio e de São Paulo desrespeitaram o isolamento social entre 20 de março e 20 de abril, segundo pesquisa que mapeia bairros brasileiros.