A prefeitura de Porto Seguro distribuiu cestas básicas para 4,3 mil famílias de alunos em situação de vulnerabilidade. As cestas foram montadas com itens em estoque nas escolas e creches da rede municipal. A medida está amparada na Lei 786/2020, que autoriza a ação no período de suspensão das aulas, devido à situação de calamidade pública decorrente da pandemia do novo coronavírus.

A Secretaria Municipal da Educação ficou responsável pela entrega em regiões do centro, distritos, povoados, zonas rurais e aldeias indígenas. O critério adotado, de acordo com a secretária Janis Souza, foi a situação de vulnerabilidade apontada nas inscrições do CadÚnico e do Bolsa Família, além da indicação das diretorias das escolas.


“O mais importante agora é olhar para o próximo e fazer alguma coisa por quem mais precisa. Isso vai passar e se apoiarmos uns nos outros, vamos superar juntos”, avaliou Janis.

A entrega para as famílias foi feita nas residências e nas escolas, com agendamentos, para evitar aglomerações. Também foram adotadas as recomendações sanitárias, como uso de máscaras, luvas, álcool em gel e higienização das embalagens.