A Prefeitura de Santa Cruz Cabrália demitiu cerca de 400 servidores contratados, sendo a maioria da área da educação. O decreto foi publicado no Diário Oficial na terça-feira (07). As aulas no município estão suspensas desde o dia 16 de março.

Os contratos rescindidos são oriundos de processos seletivos realizados em 2019 e 2020, que afetam professores, monitores escolares, auxiliares de serviços gerais, dentre outros. Alguns servidores exonerados prestavam serviço para a Secretaria de Administração.

De acordo com a publicação, as exoneações foram motivadas devido à instabilidade provocada pela pandemia do coronavírus. O município possui quatro casos confirmados de infectados pela doença.

“Com a interrupção de atividades administrativas não essenciais, e com a queda nas receitas municipais, encontramos empecilhos legais e financeiros para manter os diversos servidores contratados para auxiliar a administração municipal. Em resposta de consulta o Tribunal de Contas dos Município do Estado da Bahia recomendou a rescisão de contratos temporários vinculados à serviços que não estão sendo prestados, considerando não mais existir o motivo que justificou a contratação”, esclareceu o prefeito Agnelo Santos por meio de um comunicado enviado à reportagem do RADAR 64.

Ainda conforme o prefeito, os servidores exonerados poderão ser recontratados quando houver normalização das atividades do poder público.