A Polícia Civil já identificou um dos suspeitos do assalto a uma associação de pequenos agricultores na zona rural de Eunápolis. Na ação, que ocorreu na noite da última quarta-feira (1°), um dos bandidos chegou a estuprar uma mulher.

Na casa do acusado, no bairro Alecrim II, os policiais apreenderam diversos objetos roubados da associação, além de duas espingardas e roupas camufladas, normalmente usadas em ações criminosas. O homem não estava no local no momento das buscas. A mulher dele alegou desconhecer a origem dos produtos. Ela prestou depoimento e foi liberada.

O delegado Hermano Costa, titular da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos, informou que vai pedir a prisão preventiva do suspeito. "Ele pode responder por roubo qualificado, estupro, restrição de liberdade - pois as vítimas foram mantidas presas em um quarto -, e emprego de arma de fogo", disse Hermano.

O ASSALTO - Por volta das 21h de quarta, um grupo de agricultores estava reunido na sede da Associação 3 de Julho, quando foi surpreendido por quatro bandidos armados. Os assaltantes estavam encapuzados e chegaram ao local em dois carros. A quadrilha agiu com muita violência e grave ameaça, chegando a estuprar a mulher de um dos agricultores. As vítimas também foram mantidas presas em um quarto.

O bando levou 10 sacos de cimento, um motosserra, uma roçadeira, um aparelho de som, relógios, celulares, dinheiro e até os peixes de um criatório. "Sabemos que um dos veículos usados no assalto era um Pálio branco", frisou o delegado, pedindo a colaboração da comunidade, caso alguém tenha alguma pista que possa levar a polícia até os bandidos.