A Polícia Federal identificou um dos filhos do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ), como um dos líderes na articulação do esquema criminoso de fake news, segundo investigação sob sigilo do Supremo Tribunal Federal (STF). A informação é do jornal Folha de S. Paulo.

De acordo com a reportagem, dentro da PF não há dúvidas de que a pressão exercida pelo presidente para haver mudanças na corporação se deve a isso. Bolsonaro já teria ciência de que o filho seria o alvo da investigação.

Para Bolsonaro, tirar Valeixo da direção da PF poderia abrir caminho para que ele obtivesse informações privilegiadas da investigação do STF ou, inclusive, pudesse trocar o grupo de delegados responsável pelo caso.