Os médicos que trabalham no Hospital Deputado Luís Eduardo Magalhães, em Porto Seguro, reclamam de salários atrasadas. Em uma carta aberta divulgada na segunda-feira (13), a categoria informou que ainda aguardava o salário referente ao mês de fevereiro.

“No auge de uma grave pandemia, realizamos nosso trabalho mediante grande risco de contaminação, tanto pelo contato com os doentes já internados quanto pelo atendimento aos vários pacientes suspeitos, que diariamente procuram nossa unidade. Entretanto, aquém do reconhecimento necessário, vivenciamos um constante atraso no pagamento dos salários devidos”, diz o trecho da carta.

Preocupado com a situação, o deputado Jânio Natal entrou em contato com o secretário Estadual de Saúde, Fábio Vilas-Boas, solicitando que interfira com urgência junto ao Instituto de Gestão e Humanização, empresa terceirizada que administra o hospital, para que os salários dos médicos sejam urgentemente regularizados.

“Além de tudo, estes profissionais têm os seus compromissos pessoais, que precisam ser cumpridos em datas específicas, dando-lhes tranquilidade para trabalhar. Uma greve dos médicos, durante esta pandemia, seria uma tragédia para a região, pois Porto Seguro e outros municípios já têm registrado casos comprovados do vírus”, destacou Jânio Natal.

A reportagem do RADAR 64 entrou em contato com a assessoria do hospital, mas, até a publicação desta notícia, não recebeu resposta.