Foto: Pedro Nunes / Divulgação

Um fotógrafo baiano promove uma campanha para ajudar índios da aldeia Pataxó Reserva da Jaqueira, localizada em Porto Seguro. A reserva fica em uma área de 827 hectares, onde vivem 34 famílias, e tem como principal fonte de subsistência as atividades de etnoturismo sustentável, afetadas pela pandemia do coronavírus. A ideia da ação promovida por Pedro Nunes é estimular a doação através do sorteio de fotografias.

Responsável pela campanha, Pedro Nunes também é advogado e desenvolveu uma relação próxima com a tribo durante visitas regulares que faz há quatro anos.

“Eu faço visitas há quatro anos, sempre fotografo eles. É uma relação muito mais intimista, de amizade, que trabalho em si. Não existe exploração comercial. Não há nada que eu faça lá pensando em lucro. Meu trabalho é de registro. Sou advogado, tenho escritório em Salvador, Eunápolis e em Porto Seguro. De duas vezes que vou lá, passo uma na reserva, passo o dia lá. Inclusive, sou padrinho do filho do cacique Syratã lá da aldeia”, continua Pedro.

Foto: Pedro Nunes / Divulgação

A ideia do sorteio surgiu a partir de uma outra campanha desenvolvida pelo Instituto Pataxó de Etnoturismo, responsável por gerenciar a aldeia. Pedro conta que o valor mínimo para doação é de R$ 20, e todo dinheiro arrecadado vai ser revertido para o Instituto.

Outros dez profissionais também se interessaram pela campanha e também vão doar fotografias. Ao todo, 13 imagens vão ser sorteadas no dia 4 de maio entre as pessoas que fizerem alguma doação.

Esta não é a primeira vez que Pedro promove doações para ajudar pessoas afetadas pela pandemia do coronavírus. Na primeira delas, fez arrecadação para trabalhadores da Feira de São Joaquim, em Salvador.

Do G1 / BA