No início da tarde desta terça-feira (31), o trabalhador de uma fazenda a três quilômetros do centro de Eunápolis, se deparou com uma cena horrenda. O corpo de um homem sem a cabeça. Segundo a polícia, Denílson Carvalho Marinho, de aproximadamente 40 anos, estava desaparecido desde o último sábado (28).

Ele trabalhava de carregar e descarregar caminhão e morava em um casebre, cedido pelo dono da fazenda, há cerca de 60 dias. O corpo, já em decomposição, estava no meio de uma vegetação, a 80 metros da casa. A polícia fez buscas pelo local, mas não conseguiu encontrar a cabeça.

No barraco onde Denílson morava, a polícia encontrou uma enxada e uma faca com manchas de sangue. Os objetos, que podem ter sido usados no crime, vão passar por perícia. "Há indício que a lâmina, que estava solta do cabo, pode ter sido lavada", informou um policial.

Denílson era natural do distrito de Barrolândia, em Belmonte. O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal.

O Serviço de Investigação da 1º Delegacia Territorial está investigando o assassinato e a pede ajuda da população, que pode enviar qualquer informação relevante para o telefone (73). (9090) 98196-3666. O número também funciona como WhatsApp.